Imitando a natureza

          Em novembro de 2012 tivemos em São Caetano do Sul uma forte chuva de granizo. Tinhamos  plantado o nosso pé de maracujá doce. Suas folhas de um verde ímpar, grandes, mostravam que a trepadeira  ia se tornar majestosa e proporcionar além dos deliciosos frutos, uma sombra maravilhosa. Mas naquele final de tarde de novembro, eu chorei de tristeza. Quase tudo estava destruído… as folhas foram rasgadas em dezenas de pedaços de pura desolação.

 

IMG_4848IMG_4849IMG_4851IMG_4852IMG_4870

 

          Em março de 2013, após uma recuperação assombrosa, nosso pé de maracujá doce mostrava o garbo de suas flores!!! Elas são tão lindas, mas tão lindas que eu não encontro adjetivos que possa enaltece-las !!!!

         Em maio, do interior das  lindas flores apareceram os frutos … Houve a cooperação do sol, da chuva, dos pássaros, dos incetos e da nossa admiração diária!

IMG_5002IMG_5003IMG_5005 (2)

 

IMG_5058IMG_5059IMG_5060IMG_5077IMG_5078IMG_5084

 

          E assim é a nossa vida… plantamos sonhos e expectativas… do nada aparece uma chuva de granizo e nós achamos que está tudo perdido. As folhas estragadas substituimos por folhas novas e mais resistentes e mostramos para a vida que ela pode acreditar em nós. Do interior das nossas flores/sonhos vai nascer os frutos das nossas ações.

          E assim vamos construindo nosso caminhar… com a ajuda do sol, dos amigos, da chuva…

5 thoughts on “Imitando a natureza

  1. Hello, dear Zezé!! Finalmente consigo chegar aqui, no seu blog. Os textos estão muito legais, mas esse do maracujá… ai, ai, ai… sentimento puro!! Sinto-me privilegiada de tê-lo visto crescer e – mais – por sentir estar crescendo também uma nova amizade. Grande abraço!

Comments are closed.